O manto da boa idade

Vida que junto dividimos,
momentos que só nós sabemos
eu os guardo no peito,
um a um, do meu jeito.

Quantas rimas
entoam as falas
numa tarde de domingo,
quando os olhos enxergam
o pleno viver que nos dá brilho.

O tempo passa,
as horas nos são levadas,
na noite morna
enquanto estamos lado a lado.
Ainda ouço as batidas do seu coração
no mesmo compasso.

Você e eu
uma vida
que se estende pra longevidade.
Lentamente seguimos
sob o manto
da boa idade.


Helga Ivoní Viezzer (Santa Catarina, 1952). Membro do Clube da Poesia de Toledo (PR), acadêmica fundadora da cadeira 08 da Academia de Letras de Toledo (ALT), Paraná.

Posted by:Souza Pereira

Souza Pereira (Recife, 1994). Escritor e Editor chefe da Revista Philos. Biomédico e Mestre em Genética pela Universidade Federal de Pernambuco. Cursou História crítica e social do pensamento, da literatura e das Artes (Portugal). É co-fundador da casa editorial Camará Cartonera e do Espaço Cultural Maus Hábitos (Brasil). Autor dos livros A tarde dos elefantes e outros contos (2014), Polissemia (2015) e Olhos de Onda (2016). Artista visual e colaborador do Espacio Cultural Violeta (Chile) e do Colóquio Escrever nas Margens (Portugal). Colabora com diversas revistas de literatura latina na Europa e América Latina.

One thought on “Dossiê de Literatura Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Helga Ivoní Viezzer

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s