Ele

Ele possui o dom de me acalmar
Me traz paz
E sinto como se fosse capaz de qualquer coisa

Ele faz com que eu sinta vontade de sair por aí
Pegar o primeiro ônibus
E ir para perto dele

Ele não é de palavras difíceis
Nem de muita fala
Mas o pouco que diz
Me toca a alma

Ele não sabe
Mas eu o amo

Ele não percebe
Mas é especial

Ele não acredita
Mas é lindo

Ele deveria saber
Que é único
Que é o único
Que me acalma o coração
Que é o único
Que me arranca sorrisos fáceis
E me faz acreditar no amor

Ele deveria saber
Ele deveria perceber
Ele deveria acreditar
Mas ele prefere fechar os olhos
E não enxergar


Talita Souza (Passos, Minas Gerais, 1998). Aspirante a escritora e estudante de Tecnologia da Informação.

One thought on “ Dossiê de Literatura Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Talita Souza ”

Comentários

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s