Tem gente

Tem gente que
não sabe se volta atrás
ou se segue em frente
que só consegue a paz
em tempos de guerra
que só aprende o que é certo
com gente que erra
Tem gente
que nunca saberia
o que é o amor
se não tivesse experimentado a dor
que não saberia o que é alegria
se não vislumbrasse a poesia
escondida na beleza da tristeza
Tem gente
que quer ser igual
a quem é diferente
que só reconhece
a verdadeira grandeza
quando se aprofunda
na imensidão
das pequenas coisas
da natureza
Tem gente
Que se engana
Ao subestimar
A estupidez humana


Francis Diego Amaral (São Paulo, 1990). Publicitário e escritor.

Anúncios
Publicado por:Jorge Pereira

Recifense, produtor cultural, editor-chefe da Revista Philos e criador da Casa Philos.

2 comentários sobre “Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Francis Diego Amaral

Deixe uma resposta