Morte VI

Nós apenas pensamos
as formas da morte
numa evolução de ideias fundamentais
drenando, como uma melodia
uma temperança nada imaginária
de um contexto mais amplo
apenas mais um passo
no nosso espírito de síntese


Léo BR (Brasília, 1982). Poeta e cineclubista.

One thought on “ Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Léo Br ”

Deixe uma resposta