Haicai

em límpidas águas
peixe vívido a nadar
tem que brotar flores


Priscila Panza (Dourado, São Paulo, 1992) adora ler e escrever desde criança. Não é escritora profissional. Tem poemas publicados nas Revistas Philos, Mallarmargens e Subversa. Atualmente cursa Serviço Social na Universidade Paulista (UNIP).

One thought on “ Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Priscila Panza ”

Deixe uma resposta