Pele negra

não direi que os deuses
usaram da tinta da noite
quando foram compor
você; nem que a pérola mais
magnífica
é a pérola que leva
o mesmíssimo tom seu.
apenas direi que você tem
a cor dos abismos
em que me jogo apaixonadamente
todas as noites
enquanto estou dormindo.


Filipe Rassi (Minas Gerais, 1989). Poeta e vocalista de banda de rock.

Publicado por:Jorge Pereira

Recifense, produtor cultural, editor-chefe da Revista Philos e criador da Casa Philos.

Um comentário sobre ldquo;Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Filipe Rassi

Deixe uma resposta