Santa Fé

Peguei estrada de santa fé a passos largos,
Vazio das casas dentro de mim está
Cataclisma em meu olho já se forma,
Vi mamãe a preparar-me o café,
E meu pai de barba feita me dizendo:
-Vou ali, mas volto já!
Estrada de poeira me levando,
Do mesmo jeito que cheguei eu fui partindo.
Não conheço mais o meu destino
Meus amores tão amados me deixaram!
Hoje percorro essas estradas em andrajos
Para lembrar de meu passado de menino,
Onde percorri essas porteiras como príncipe.
Tinha amores e carinho a me acolher,
E um bule de café para me aquecer.


Marisa Neves (Rio Grande do Sul, RS). Estudante de psicologia da UFRG, autora de ‘’Todos los Dolores del mundo’’, ‘’Amado sois’’ e ‘’Prometeu não prometeu’’, trabalho de 2016 no prelo. Marisa Neves dedicou o segundo livro Amado sois aos excluídos, com mais de seiscentos poemas todos inéditos e em coletâneas com outros autores, Em Prometeu não prometeu lança primeiro romance estilo drama.

Posted by:Jorge Pereira

Produtor cultural e agente literário pernambucano baseado no Rio de Janeiro e São Paulo. Fundador da Casa Philos e editor-chefe da Revista Philos. Curador de festivais literários e de arte contemporânea.

2 respostas para ‘Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Marisa Neves

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s