Mãe de todas

Mãe de todas
Vozes e letras
África trouxe a
Minas
O jongo, o congado

Mãe de todas
Vozes e tambores
África trouxe a
Mina
O ouro, o dourado

Mãe de todas
Vozes e suores
África trouxe a
Minas
A larva, a vala

Mãe de todas
Vozes e açudes
África trouxe a
Mina
O minério e o pó

Mãe de todas
Vozes e lavadeiras
África trouxe a
Minas
O canto e o manto.


Ninfa Parreiras (Itaúna, Minas Gerais, 1970). Autora, psicanalista e professora.

Publicado por:Jorge Pereira

Recifense, produtor cultural, editor-chefe da Revista Philos e criador da Casa Philos.

Um comentário sobre ldquo;Neolatina: Mostra de poesia negra contemporânea, por Ninfa Parreiras

Deixe uma resposta