Religião

O silêncio é Deus;
Éter.

E sua ausência é tempestade;
E sua presença,
Paz.

Os ruídos são o mau humor
De Deus;
A música é o seu silêncio.

A música é o som
Do silêncio,
Azul,
A dança das coisas
No universo.

Deus é o silêncio
Eterno.


Celso Assolin Martins (Mococa, Brasil, 1960). Escritor.

Publicado por:Jorge Pereira

Recifense, produtor cultural, editor-chefe da Revista Philos e criador da Casa Philos.

Um comentário sobre ldquo;Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Celso Assolin Martins

Deixe uma resposta