Dentes de Leão

a mulher que eu quero não existe.
a mulher que eu amo não existe.
não existe a mulher de que eu preciso.
não existe a mulher de quem eu me escondo.
tampouco existe a mulher
que necessite de algum pedaço de mim.
e é com essa ausência
essa tanta inexistência
que todo o seu nada
faz-se vida, e me convida
a ir buscá-la.


Filipe Rassi (Minas Gerais, 1989). Poeta e vocalista de banda de rock.

Posted by:Souza Pereira

Souza Pereira (Recife, 1994). Editor chefe da Philos.

One thought on “Neolatina: Mostra de poesia lusófona, por Filipe Rassi

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s