é ele?

Ele não é
sua cópia mais fiel,
nem do avesso ou ao contrário.

Sinto muito
te magoar assim,
tão indiretamente.

¿es él?

Él no es
su copia más fiel,
ni del reverso o al contrario.

Siento mucho
herirte así,
tan indirectamente.

¿és ell?

Ell no és
la seva còpia més fidel,
ni de l’avesso o al contrari.

Assec molt
et ferir així,
tan indirectament.

¿il est il?

Il n’est pas
sa copie sa plus fidèle,
ni de l’avesso ou au contraire.

J’assieds très
te blesser ainsi, tellement indirectement.


Giulia Ramos (Rio de Janeiro, Brasil, 2001). Vive em suas próprias contradições. Teve seu primeiro poema, “Sarcasmo”, uma paródia de “Não há Vagas” de Ferreira Gullar, publicado no livro “Poetguese” em 2014. Em 2016, publicou seu primeiro livro, “2302”, com o objetivo de mostrar sua maneira de ir além das correntes que nos aprisionam. Giulia Ramos é a primeira colunista jovem da Philos, seus textos reflexionam sobre as questões sociais, feministas e de pertencimento.

Posted by:Jorge Pereira

Produtor cultural e agente literário pernambucano baseado no Rio de Janeiro e São Paulo. Fundador da Casa Philos e editor-chefe da Revista Philos. Curador de festivais literários e de arte contemporânea.