Irmãos

Nunca mais esse frescor
Sua juventude
Seu cheiro de cigarro, café
E um quê de doçura
Que mexia com as
Minhas estruturas
Balançava-me
Levava-me à loucura
A insanidade
De um beijo
Incestuoso
E eterno
Quente
Como aquele
Verão
Que não vivemos


Rafael Zveiter (Niterói, Rio de Janeiro, Brasil, 1979). Colaborador da Revista Philos, autor do livro de poemas Visceral (2012) e do romance Correspondências de um invisível (2017).

Posted by:Jorge Pereira

Produtor cultural e agente literário pernambucano baseado no Rio de Janeiro e São Paulo. Fundador da Casa Philos e editor-chefe da Revista Philos. Curador de festivais literários e de arte contemporânea.