Esta é mais uma interessante viagem que nos leva aos encantos da poesia e nos brinda com uma panorâmica das relações do haicai com a natureza.
É prazeroso e surpreendente constatarmos quanta coisa se descortina ao longo das dezessete sílabas de sabor oriental. Elas jogam luz no desejo de escrever versos brancos, e sugerem a observação das estações do ano aliada ao cumprimento das características originais do
milenar poema.
Esta coletânea consegue nos deliciar, não apenas pela direção estética que apresenta, mas também pela variedade de poemas que abordam o tema: SAKURA.
Em suas páginas, é possível imaginar a inquietação dos autores ao descrever em três linhas o tema proposto. Igualmente perturbadora é a necessidade de se evitar o raciocínio, as metáforas e os matizes afetivos que permeiam a maioria dos poemas, para fixar-se nos preceitos estabelecidos por Matsuo Bashô, o haicaísta do século XVII que codificou e instituiu os princípios do haicai tradicional.
Enquanto isso, de forma delicada, como delicada é a flor da Cerejeira do Japão, deleitemo-nos com a leitura dos textos classificados no 3º Concurso de Haicai de Toledo – Kenzo Takemori, ao tempo que agradecemos aos colaboradores e parabenizamos os vencedores.

Lucrecia Welter Ribeiro
Presidente da Academia de Letras de Toledo – ALT
Coordenadora do Grêmio Haicai Sakura
Editora Associada da Revista Philos

Jorge Pereira
CEO Casa Philos
Editor-chefe da Revista Philos


Philos #40
Philos #40

Para realizar o download do caderno da Philos #40, clicar sobre as imagem da capa ao lado. Para realizar la descarga del cuaderno de la Philos #40, hacer clic sobre la imagen de portada al lado. Per scaricare il quaderno della Philos #40, clicca sul’immagine dell’copertina della porta accanto.

Posted by:Jorge Pereira

Recifense, produtor cultural, editor-chefe da Revista Philos e criador da Casa Philos.