São como as rosas

São como as rosas
as pequenas coisas
que a tudo conferem
o brilho das estrelas:

espalham o seu perfume
oferecem a sua canção
fazem a sua dança

e logo regressam
ao profundo silêncio
da terra dormente


Pedro Belo Clara (Lisboa, Portugal, 1986). Ocasional prelector de sessões literárias, colaborador e colunista de diversas publicações portuguesas e brasileiras, autor de três blogues e de seis livros, entre poesia e prosa.

Anúncios
Publicado por:Jorge Pereira

Recifense, produtor cultural, editor-chefe da Revista Philos e criador da Casa Philos.