A abertura da ArtRio, que acontece em formato presencial e online nesta quarta-feira, dia 08 de setembro, reserva uma seleção de destaques no MIRA, programa dedicado a videoarte, que tem a curadoria de Victor Gorgulho. Duas obras brasileiras com importante carreira nacional e internacional foram escolhidas para abrir a exibição: Delirar o Racial, de Davi Pontes e Wallace Ferreira (32′, 2021), e Swinguerra, de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca (23′, 2019).

Em 2019, Swinguerra foi o grande vencedor da 30ª edição Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Teve grande destaque no exterior, participando da 58ª Bienal de Veneza e de festivais como Berlinale e Locarno Film Festival.

Fruto de uma pesquisa iniciada em 2015 por Bárbara Wagner e Benjamin de Burca, tendo como foco a swingueira pernambucana, a obra mostra como jovens da periferia do Recife (PE) usam a música e a dança para se firmar como cidadãos, e reafirmar sua posição no mundo e seus valores. A swingueira mistura ritmos e passos da tradição pernambucana, com o brega, o axé baiano e até o pop norte-americano, numa grande mistura que reflete a vida – ou o estilo de vida de desejado – dos jovens.

Os autores acompanharam os ensaios e trabalhos de três grupos, nos preparativos para as competições. São a Cia. Extremo, o La Mafia e o Passinho dos Maloka. Cada um segue sua rotina de ensaios exaustivos e a busca pela melhor apresentação. Swinguerra fala sobre a competitividade das apresentações enquanto revela jovens que querem buscar sua posição no mundo, buscando aceitação e integração. Nas swingueiras, suas “armas” são a mistura de ritmos e a coreografia.

Delirar o Racial, de Davi Pontes e Wallace Faria, utiliza a coreografia e a dança para questionamentos sobre espaço, tempo e linearidade. Produzido para o programa Pivô Satélite, a obra tem como base a equação racial ↔ não-local. Como indica a sinopse: “Delirar o Racial é uma imagem para pensar espacialidade sem as ficções formais (espaço e tempo). A partir da equação: racial ↔ não-local, os artistas Davi Pontes e Wallace Ferreira coreografam um experimento artístico que pensa a diferença sem separabilidade e que oferece uma equação para anular o espaço-tempo como descritores de tudo que existe neste mundo.”

A exibição dos vídeos selecionados para 5ª edição do programa MIRA acontecerá na área externa da Marina da Glória, na Varanda Rio. Com curadoria de Victor Gorgulho, o programa vai exibir trabalhos audiovisuais de jovens e consagrados artistas de diferentes gerações:

Se entre as décadas de 1960 e 1980, os novos suportes de gravação em vídeo operaram uma verdadeira revolução no campo da arte, hoje a produção de imagens se dá em um mundo saturado por elas, rodeado por estímulos de toda sorte disparados por telas de tamanhos e resoluções cada vez mais vertiginosos. Atrelada às nossas vidas cotidianas, no entanto, a produção de imagens instaura-se hoje em um campo mais horizontal e democrático, permitindo, no campo da arte, a emergência de narrativas e sujeitos antes condicionados à meios de produção pouco acessíveis e custosos.

Delirar o Racial, 2021

Em 2021, a ArtRio chega a sua 11ª edição e acontece entre os dias 08 e 12 de setembro. Seguindo o modelo de sucesso realizado no ano passado, a feira terá edição presencial, na Marina da Glória, e também formato virtual dentro da plataforma ArtRio.com. O evento tem a participação de mais de 60 galerias e 16 instituições ligadas a Arte. Segundo a curadora Brenda Valansi, presidente da ArtRio:

Realizar a Artrio em 2021 é uma forma de reforçarmos nosso compromisso com o mercado da arte. Seguimos todos os protocolos indicados pelos órgãos competentes com foco a proporcionar uma experiência segura para nossos visitantes e também para toda a equipe de profissionais que trabalha para fazer a ArtRio acontecer.

A ArtRio tem um forte compromisso com a divulgação da arte brasileira, do trabalho de galerias e artistas. Ao logo do último ano, a ArtRio atuou de forma incessante na comunicação de notícias relacionadas ao mundo da arte, com a produção de um rico conteúdo publicado em seu site, cobertura de eventos como exposições e mostras, e forte atuação nas redes sociais.

As galerias participantes do evento em 2021 foram selecionadas pelo Comitê Curatorial, formado pelos galeristas Alexandre Roesler (Galeria Nara Roesler), Antonia Bergamin (antes diretora da Galeria Bergamin & Gomide), Filipe Masini e Eduardo Masini (Galeria Athena), Gustavo Rebello (Gustavo Rebello Arte), e Juliana Cintra (Silvia Cintra + Box 4).

As galerias estão divididas em dois programas:

  • Panorama – Participam galerias com atuação estabelecida no mercado de arte moderna e contemporânea.
  • Vista – Programa dedicado às galerias jovens, com até 10 anos de existência, contando com projetos expositivos desenvolvidos exclusivamente para a feira.

Para o evento presencial, ocupando o pavilhão principal da Marina da Gloria, a ArtRio seguirá todos os protocolos de segurança indicados pelos órgãos competentes, incluindo a exigência do uso de máscara, a disponibilização de álcool gel e o distanciamento social. O número de visitantes também será limitado, com indicação de horário de entrada e tempo de permanência.

Um edifício construído a base de containers, que abrigará uma intensa programação de arte durante a ArtRio 2021. Assim será o Varanda ArtRio, que ficará na área externa da Marina da Glória, com a incrível vista da Baía de Guanabara e do Pão de Açúcar. Esse espaço receberá as galerias do programa SOLO, o a programação do MIRA e 13 instituições ligadas a arte. O projeto, assinado pelo arquiteto Pedro Évora, brinca com a imaginação e a recordação que as pessoas terão desse espaço – é um edifício especial, construído especialmente para a ocasião, recheado de arte, mas que será desmontado após o término do evento.

solos

Desde sua primeira edição, em 2011, a ArtRio apresenta o programa SOLO – quando galerias selecionam artistas para a apresentação de projetos solo especiais. Em 2021, oito artistas participarão do programa e terão suas obras expostas no espaço que será a Varanda ArtRio, localizada na área externa da Marina da Glória. Com projeto do arquiteto Pedro Évora, o “edifício” Varanda ArtRio será totalmente modular, construído com containers, com vista da Baía de Guanabara e do Pão de Açúcar.

  • Andrea Rehder Arte Contemporânea apresenta Alessandra Rehder
  • Jackie Shor Projects apresenta Nathalie Cohen
  • Luciana Caravello Arte Contemporânea apresenta Alexandre Mazza
  • MT Projetos de Arte apresenta Rafa Moraes
  • Rodrigo Ratton Galeria apresenta Lorenzato
  • Arte Fasam Galeria apresenta Ursula Tautz
  • Almacén Thebaldi Galeria apresenta Evandro Soares
  • Almacén Thebaldi Galeria apresenta Osvaldo Gaia

A Artrio 2021 tem patrocínio da XP Private e da AmBev, com apoio da Aliansce Sonae, Rio Galeão, Movida, Osklen, Petra Gold, Paco Rabanne, Tropix e Estácio. Hotéis Windsor, com o Miramar Hotel, é a rede oficial do evento e o Shopping Leblon é o shopping oficial. O evento tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro e da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo.