Ano passado não deu! Mas esse ano a gente preparou uma listagem ainda maior. Essas são as nossas escolhas para as 50 melhores leituras que fizemos neste ano até agora – incluindo alguns lançados tecnicamente em 2020, mas que chegaram pra gente apenas este ano. Eis aqui o nosso ranking:

  1. Quando sonham os cães, de cafira zoé (fera miúda ediç~es)
  2. O avesso da pele, de Jeferson Tenório (Companhia das Letras)
  3. Suíte Tóquio, de Giovana Madalosso (Todavia)
  4. Quero te dar o corpo total do dia, de Flávio Morgado (Casa Philos)
  5. Arjan Martins, de Paulo Miyada (Cobogó)
  6. Umbandas: Uma história do Brasil, de Luiz Antonio Simas (Civilização Brasileira)
  7. Horizonte, de Chris Facó (Casa Philos)
  8. Batendo pasto, de Maria Lúcia Alvim (Relicário)
  9. Baixo esplendor, de Marçal Aquino (Companhia das Letras)
  10. Montação, de Íra Barillo, Lucas Gibson, Betina Polaroid e Larissa Queiroz (Casa Philos)
  11. Cabeça da periferia: Taísa Machado, o Afrofunk e a ciência do rebolado, de Marcus Faustini (Cobogó)
  12. O dia em que fui Santa Joana dos Matadouro, de Jussara Salazar (Cepe)
  13. Os tais caquinhos, de Natércia Pontes (Companhia das Letras)
  14. Hídrica, de Pam Araújo (Casa Philos)
  15. Risque esta palavra, de Ana Martins Marques (Companhia da Letras)
  16. Uma história feita por mãos negras, de Beatriz Nascimento (Zahar)
  17. Flor de gume, de Monique Malcher (Jandaíra)
  18. Livros para todos, de Daniel Louzada (Nova Fronteira)
  19. Pequena coreografia do adeus, de Aline Bei (Companhia das Letras)
  20. Viene Irene, de Sabrina Nóbrega (Casa Philos)
  21. O som do rugido da Onça, de Micheliny Verunschk (Companhia das Letras)
  22. Quem me leva para passear, de Elisa Lucinda (Malê)
  23. Gameleira-branca, de Sofia Aroeira (Jandaíra)
  24. Elke: Mulher Maravilha, de Chico Felitti (Todavia)
  25. Libido, Dendê e Melanina, de Hamilton Borges (Reaja)
  26. Copo vazio, de Natalia Timerman (Todavia)
  27. Devaneios do Desejo, de Ariane Oliveira (Casa Philos)
  28. A fé que perdi nos cães, de Marcelo Mirisola (Reformatório)
  29. Feminismos Dissidentes: Perspectivas Interseccionais, de Lina Arao e Henrique Marques Samyn (Jandaíra)
  30. Poesia Rouca, de Dora de Assis (Casa Philos)
  31. Obrigado, de André Neves (Pulo do Gato)
  32. Edith e a velha sentada, de Lázaro Ramos (Pallas)
  33. O movimento dos pássaros, de Micheliny Verunschk (Martelo)
  34. Kayode: o caçador de histórias, de Alan Alves Brito (Malê)
  35. Conheço duas formas de acabar com a vida que são tiro e queda, de Arzírio Cardoso (Patuá)
  36. Azagaia, de André Capilé (Macondo)
  37. A mulher submersa, de Mar Becker (Urutau)
  38. Yaromim, a melhor lembrança, de Patrícia Capella (Quase Oito)
  39. Pela primeira vez volto ao Rio sem riso, de Nalü Romano (Casa Philos)
  40. Amar antes que amanheça, de Cristiane Sobral (Malê)
  41. A extinção das abelhas, de Natalia Borges Polesso (Companhia das Letras)
  42. Esta é a última vez que escrevo sobre você, de Carolina Muait (Casa Philos)
  43. Carta para minha avó, de Djamila Ribeiro (Companhia das Letras)
  44. Escoliose: Paralelismo Miúdo, de Ana Frango Elétrico (Garupa)
  45. Não vale morrer, de Leonardo Marona (Macondo)
  46. A beleza sem regras de Copacabana, de Igor Dias (Casa Philos)
  47. O ausente, de Edimilson de Almeida Pereira (Relicário)
  48. Doramar ou a Odisseia – Histórias, de Itamar Vieira Junior (Todavia)
  49. Novembro: pequeno manual de como fazer suturas, de Luz Ribeiro (Quirino)
  50. Tudo que já nadei, de Letrux (Planeta)

exposições & eventos de arte

  1. Márcia Falcão, de Márcia Falcão (Fortes D’Aloia & Gabriel – Carpintaria)
  2. Ostentar é estar viva, de Panmela Castro (Galeria Luisa Strina)
  3. A bença meus padrinhos, de Wallace Pato (Mendes Wood DM)
  4. Ouvindo o que se é para ser e estar presente nas cores da vida, de Heloisa Hariadne (Galeria Leme)
  5. Eu vim de lá, Jota (MT Projetos de Arte)
  6. Ibirapema, de Herbert De Paz (A Gentil Carioca)
  7. Pitiú de Cobra, de Manaura Clandestina (Instituto Inclusartiz & Espaço Delirium)
  8. ASSOJABA – Manto Tupinambá, com Fernanda Liberti, Gustavo Caboco, Lívia Melzi, Rogerio Sganzerla, Sophia Pinheiro e Edimilson de Almeida Pereira (Galeria Fayga Ostrower & Funarte Brasília)
  9. Meu corpo todo sente, coletiva da Casa Bicho com  Jefferson Medeiros, Gabriela Fero, Lucas Ururah, 13unituh e Clara Martins 
  10. Tekoa Xy “A terra de Tupã”, de Xadalu Tupã Jekupé (Instituto Inclusartiz)
  11. Desarmonia, de PV Dias (Galeria Simone Cadinelli)
  12. As Metamorfoses, de Madalena Schwartz (IMS Paulista)
  13. ArtRio 2021, com curadoria de Brenda Valansi
  14. Livro de Pau, instalação de Deize Tigrona, na coletiva Vazar o Invisível (Studio OM.Art & PerifaConnection)
  15. Manuel Messias: do Tamanho do Brasil, de Manuel Messias dos Santos (Danielian Galeria)