A sessão de artes visuais da Philos apresenta o trabalho artístico do duo Amanda & Isadora [1999/2001], residentes da Casa Bicho. As artistas são uma dupla desde 2019, desenvolvendo juntas uma produção interessada na construção coletiva de narrativas imagéticas. Sua prática examina as dinâmicas sociais implícitas nos espaços físicos e virtuais em que habitam, apresentando obras conscientes de si e dos mecanismos de legitimação no circuito da arte.

Metaimagem 48, obra de Amanda & Isadora.

O duo realiza trabalhos em diversos formatos, aplicando práticas de reconfiguração de discursos, técnicas e imagens. Graduadas em Artes Visuais pela UFRJ, já participaram de coletivas no Parque Lage, Casa da Escada Colorida e Oásis, além de sua primeira individual “Eu Já Acreditei na Ficção” esse ano no LabProa.

Como parte da pesquisa, a dupla investiga a autorreferência como um recurso de autoconhecimento e reconhecimento do mundo ao redor. O duo estuda a dinâmica de criação da persona artística e o senso de curadoria do self nas novas mídias, buscando através da metalinguagem, tratar com ironia essa condição inescapável. Ao se colocarem em uma dinâmica produtivista, constroem um loop autorreferencial para entender o que define os modos de pós-produção das imagens que as rodeiam.

Automaton, experimentações de Amanda & Isadora.

A divulgação e a aceleração dos processos de Amanda & Isadora levam em conta as relações públicas do artista e da obra de arte, além de se inserirem como um cavalo de troia no circuito contemporâneo.

Cianotipia, experimentações de Amanda & Isadora.