| Sobre o artista |

Flávio Felipe de Carvalho Filho (Natal, 1980). No Recife desde 1984, é mais um artista marginal da cidade do mangue, a Veneza Brasileira. Começou a vida artística na década de 1990 no Movimento Cultural Boca do Lixo, participando de saraus de poesia e apresentações culturais locais. Ilustrador de zines, cartazes, livros autorais, etc. É estudante do curso de Letras na UFRPE, trabalha como cartazista em uma grande rede de supermercado atacadista para sobreviver como um bom brasileiro. Faz intervenções em vários estilos, mas gostaria de ser lembrado como herdeiro da arte armorial.

| Colaborações na Philos |

Philos ilustrada #1: Flávio é o cartunista oficial da Philos e o idealizador do projeto 777 Maneiras Diferentes de se Morrer Fumando!, dedicado ao seu filho Gabriel; sobre o projeto, ele ainda nos conta:

Desenhar é mais do que reproduzir o mundo. É interpretar os fenômenos. O quadrinho “777 Maneiras Diferentes De Se Morrer Fumando!” é uma forma bem-humorada de se observar o universo dos fumantes em sua incessante busca pelo prazer diante da ameaça constante da morte. O personagem se envolve em diversas situações de morte e literalmente morre fumando! O aparato semiótico presente em cada quadro nos tira do óbvio e leva-nos a um campo fértil de interpretação no universo das relações humanas e socioculturais. Através dos traços simples com rabiscos em preto e branco sem falas, apresentam-se cenas do cotidiano e retratos da sociedade mundial. A tragédia do evento morte é a base do humor latente nas páginas do quadrinho para causar um choque de sensações e variedade de impressões. O objetivo não é fazer apelos, mas trazer uma reflexão crítica acerca do comportamento humano. Pois, afinal, não é necessário ser fumante para se morrer e, sem dúvida, o mais divertido de tudo é que apenas o fumante pode morrer fumando!

| Galeria |