O pequeno gesto de um poema pode abrir uma perspectiva infinita?

Ana Hatherly